Baden Powell

Videos - Baden Powell

International
Shops

search for music by Baden Powell at amazon



search for rare music at Music Stack

Links:

Baden Powell -  Oficial - 


Baden Powell

pesquisa  Baden Powell

Lojas
DVDs

Baden Powell

Baden Powell de Aquino
Nascido - 6/8/1937 Varre-Sai, Itaperuna, RJ
Morto - 26/9/2000 Rio de Janeiro, RJ
Biografia

Violonista. Compositor.

Nasceu em Varre-Sai, distrito de Itaperuna. Aos três meses de idade, foi com a família para o Rio de Janeiro. Morou nos bairros de Vila Isabel e São Cristóvão, Zona Norte da cidade, onde passou toda a sua infância. Filho do sapateiro e músico amador Lilo de Aquino e de Adelina, recebeu o nome em homenagem ao britânico remdad -->
Composição
A estrela e a cruz (com Billy Blanco)
A hora íntima (com Vinicius de Moraes)
A volta (com Paulo César Pinheiro)
A volta
Abertura
Abertura afro-brasileira nº 2
Discografia
(2007) Marianna Leporace canta Baden Powell • Mills Records CD
(2003) Baden Powell • Universal Music
(2003) O universo musical de Baden Powell • Universal Music CD
(2000) Lembranças • Trama CD
(1999) Vivendo Vinicius • BMG CD
(1998) Suíte afro-consolação • King Record CD
Shows
Arraia miúda. Teatro João Caetano, RJ.
Berlin Jazz Festival. Berlin, Alemanha.
O mundo musical de Baden Powell. Teatro Opinião, RJ.
É de lei. Teatro da Praia, RJ.
Quadrus. Teatro Opinião, RJ.
Baden Powell, Tom Jobim, Vinícius de Morais, Toquinho e Miúcha. Olympia, Paris.
Bibliografia
ALBIN, Ricardo Cravo. Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira - Criação e Supervisão Geral Ricardo Cravo Albin. Rio de Janeiro: Instituto Antônio Houaiss, Instituto Cultural Cravo Albin e Editora Paracatu, 2006.
AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio Editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.
CASTRO, Ruy. Chega de saudade. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.
DREYFUS, Dominique. O violão vadio de Baden Powell. São Paulo: Ed. 34, 1999.
SEVERIANO, Jairo e HOMEM DE MELLO, Zuza. A canção no tempo vol. 2. São Paulo: Ed. 34, 1998.
Baden PowellBaden Powell -  Nasceu6/8/1937   Faleceu - 26/9/2000


Baden Powell é considerado um dos maiores violonistas de todos os tempos e um dos compositores mais expressivos da nossa música. Criador de um estilo próprio, foi o violonista mais influente de sua geração, tornando-se uma referência entre os violões havidos e a haver. Sua música rompe as barreiras que separam a música erudita da música popular, trazendo consigo as raízes afro-brasileiras e o regional brasileiro.

 Baden nasceu no dia 06 de Agosto de 1937 em uma cidadezinha no norte do estado Fluminense chamada "Varre-e-Sai". ganhou o nome de Baden Powell em homenagem ao fundador do escotismo: o General britânico Robert Thompsom S. S. Baden Powell.

Com oito anos Baden se apaixonou por um violão que sua tia ganhara numa rifa.  Em poucas aulas Baden já havia esgotado o pouco conhecimento violonístico do pai e foi ecaminhado aos cuidados do Meira, grande mestre violonista que foi também professor de Rafael Rabello e Maurício Carrilho.

A prática e convivência com os melhores músicos da época lhe valeram boa parte da sua sabedoria musical. Baden era um prodígio gênial e seu talento se desenvolveu muito rápido. No ano em que completou nove anos participou do programa de calouros "Papel Carbono", apresentado por Renato Murce na Rádio Nacional, e conquistou o primeiro lugar como calouro/solista de violão, interpretando o choro "Magoado" de Dilermando Reis. Concluiu o curso de violão em quatro anos, aos treze tinha no repertório uma transcrição própria do Muoto Perpetuo de Paganini. Um dia seus pais foram chamados por Meira, que lhes disse não ter mais nada a ensinar ao jovem virtuose. A partir daí, começou a atuar profissionalmente recebendo seus primeiros cachês em bailes e festas no suburbio e na boemia Lapa. O primeiro conjunto que formou foi um trio composto por Milton Banana na bateria e Ed Lincoln ao contrabaixo.

Terminado o ginásio no Instituto Cyleno, em São Januário, Baden começou a trabalhar como músico de orquestra na Rádio Nacional, e fez excursões pelo Brasil organizadas por Renato Murce onde os convidados principais eram artistas de cinema da época como Adelaide Chiozzo, Carlos Mattos, Eliana e Cyl Farney. Durante a década de 1950 integrou o Trio do pianista Ed Lincoln, atuando na Boite Plaza em Copacabana: ponto de encontro dos amantes da boa música, entre os quais figurava um certo jovem Antonio Carlos Jobim, admirador do violonista e também atuante na noite carioca. Sua fama de exelente músico se espalhou rápido e em pouco tempo ele já era um dos músicos mais requisitados entre cantoras, como Alaíde Costa e Elizeth Cardoso, e estúdios de gravação. Nessa mesma época Baden começou a compor com seus primeiros parceiros: Nilo Queiroz, Aloysio de Oliveira, Geraldo Vandré e Ruy Guerra. Nessa primeira leva nasceram "Deve ser amor", "Não é bem assim", "Rosa flor", "Conversa de poeta", "Vou por aí", "Canção à minha amada", mas seu primeiro grande sucesso veio em 1956: "Samba Triste" em parceria com Billy Blanco. No final da década de 50 ele gravou seu primeiro disco, "Apresentando Baden Powell e seu Violão", lançado pela gravadora Philips, que hoje é Universal.

No início da década de 60, Baden tocava na boate Arpège, em Copacabana, e recebeu a visita do poetinha Vinicius de Moraes, que foi assistí-lo. A parceria Tom & Vinicius já fazia barulho e Baden ficou muito entusiasmado com o convite do poeta para que fizessem umas "musiquinhas" juntos. "O Vinicius chegou me mostrando uma letra que ele disse ter feito pra toccata 147 de Bach, Jesus Alegria dos Homens, e cantarolou: - Entre as prendas com que a natureza… Aí eu pensei que ele era maluco, hahaha!". Marcaram uns três "bolos" (encontros aos quais, um dos dois sempre faltava) e depois se trancaram no apartamento do Vinicius durante quase três meses; violão, máquina de escrever e o melhor amigo do homem, segundo Vinicius, o cão engarrafado: Whiskie. O Vinicius, que ainda era diplomata, pediu uma licensa ao Itamarathy e ligou para os pais do Baden avisando que ele ia ficar em sua casa uns dias. Imagina, o Baden mal havia entrado na casa dos vinte e tomava guaraná! Durante esse período nacseram diversas composições, a primeira paerceria chama-se "Canção de ninar meu bem" e da mesma safra outras viraram clássicos da Bossa Nova e da MPB, como "Samba em Prelúdio", "Só por amor", "Bom dia amigo" e "O Astronauta". Entre essas parcerias se destaca uma suíte cuja a linha temática é a história dos Orixás (santos na religião do Candomblé), batizada de "Os Afros-Sambas", que talvez seja a obra mais característica da dupla. Em um depoimento Vinicius disse: "[…] o disco os 'Afros-Sambas' de Baden e Vinicius' realizou um novo sincretismo, deu uma dimensão mais universal ao candomblé afro-brasileiro".

E assim o movimento "Bossa Nova" ganhou uma nova vertente. O sucesso da dupla foi muito grande, Baden e Vinicius eram figurinhas fáceis no programa "O Fino da Bossa" apresentado por Elis Regina, que fez com que muitas dessas parcerias se tornassem sucessos. Conta a lenda que a letra do "Canto de Ossanha" foi escrita para Elis minutos antes de um programa ir ao ar, e ela cantou lendo o manuscrito do poeta como se já soubesse a música. A divina Elizeth Cardoso, amiga de Vinicius, também foi uma voz que imortalizou várias canções e sambas de Baden. Também Ciro Monteiro dedicou um disco à parceria chamado de "Baden e Vinicius".

Paulo César Pinheiro também foi um parceiro musical da maior relevância na obra de Baden. Juntos compuseram uma obra influenciada pelo samba e pelo choro, com letras inspiradas na liguagem popular e erudita. Paulo César Pinheiro é um letrista cuja poesia traduz fielmente as melodias de Baden. A obra desta parceria é uma evolução harmônica, melódica e poética do samba. O primeiro samba composto pela dupla foi "Lapinha", vencedor da I Bienal do Samba no ano de 1968, defendido por Elis Regina, que também imortalizou "Cai dentro", "Aviso aos navegantes", "Samba do perdão" e "Vou deitar e rolar".

Ainda durante a década de 60, Baden faz sua primeira visita à terra onde mais tarde se consagraria: a França. Na verdade, por motivos de força maior, Baden deixou de ir para os Estados Unidos, seu pai havia ficado muito doente e ele resolveu ficar no Brasil. Pouco tempo depois o “seu Tic” faleceu, deixando a lembrança de um Velho amigo, à quem Baden dedicou uma canção homônima, com letra do Vinicius.

Convencido por um amigo, não duvido muito que tenha sido o próprio Vinicius, de que a Europa tinha muito mais a oferecer do que os EUA, o Baden trocou sua passagem Rio-NY por uma Rio-Paris e embarcou para a cidade luz. Ele permaneceu na França por vinte anos e depois mais 5 na Alemanha, acho que ele realmente gostou de lá. O fato é que Baden se apaixonou por Paris e pelo povo francês, que o acolheu tão calorosamente. Chegando em Paris foi logo encaminhado ao Quartier Latin, bairro boêmio, onde se concentrava toda a juventude parisiense - reduto dos artistas e da efervecência cultural. Baden começou a tocar em pequenos restaurantes e bares e logo chamava atenção pela sua singularidade sonora. 

 Ao final de três meses, prazo de isenção de visto concedido pela França a todo visitante, o compositor, ator e cineasta francês Pierre Barouh, que escreveu uma linda versão do "Samba da Benção" - "Samba Saravah" -, conseguiu que o Baden fizesse uma apresentação na primeira parte do show do cantor Jacques Brel. Foi a grande oportunidade de Baden: uma apresentação para um público entendido e apreciador de música.  Estava mais do que pronto, e no final de seu concerto foi chamado mais 8 vezes de volta ao palco! Estavam na platéia agentes e empresários, diretores de gravadoras e jornalistas, todos impressionados e surpresos por uma música original e cheia de energia, que misturava samba com batuque, música clássica com improvisação, e lindas melodias dos já sucessos da Bossa Nova. Aquele foi o início de sua carreira internacional, a partir dali foram uma sucessão de propostas que resultaram em vários discos, tournées pelo mundo e parcerias inesquecíveis com diversos artistas com Stéphane Grappelli, Michel Legrand, Liza Minelli e Claude Nougaro, entre outros.

Biography
Baden Powell de Aquino was born in Varre-e-Sai in the state of Rio de Janeiro, Brazil. His father, a scouting enthusiast, named him after Robert Baden-Powell. When he was three, his family relocated to a suburb in the city of Rio de Janeiro. The new surroundings proved profoundly influential. His house was a stop for popular musicians during his formative years. He soon started guitar lessons with Jayme Florence, a famous Choro guitarist in the 1940s. He proved a young virtuoso, having won many talent competitions before he was a teenager. At age fifteen, he was already playing professionally, accompanying singers and bands in various styles. As a youngster, he was fascinated by Swing and Jazz, but his main influences were firmly rooted in the Brazilian guitar canon.

He first achieved notoriety in 1959 by convincing Billy Blanco, who was an established singer and songwriter to put lyrics to one of his compositions. The result was called "Samba Triste" and very successful. It has been covered by many artists, including Stan Getz and Charlie Byrd in their seminal LP Jazz Samba.

In 1962, he met the poet-diplomat Vinicius de Moraes and began a collaboration that yielded some true classics of 1960s Brazilian music. Although Bossa Nova was the prevailing sound of the times, the partnership Baden-Vinicius wanted to transcend the then-fashionable sound by syncretizing Afro-Brazilian forms such as Candomblé, Umbanda and Capoeira with Rio de Janeiro's Samba forms. The most enduring result is a series released as an LP in 1966 under the name "Os Afro-Sambas de Baden e Vinicius". During those years, he studied advanced harmony with Moacir Santos, released recordings in the Brazilian labels Elenco and Forma, as well as in the French label Barclay and the German label MPS/Saba (notably, his 1966 Tristeza on Guitar, consider by many to be a high point in his career). In addition, he was the house guitarist for Elenco, and Elis Regina's TV show "O Fino da Bossa".

In 1968, he partnered with poet Paulo Cesar Pinheiro and produced another series of Afro-Brazilian inspired music released in 1970 as "Os Cantores da Lapinha".

He visited and toured Europe frequently in the 1960s, relocating permanently to France in 1968. In the 1970s, he released many recordings with different labels in Europe and Brazil. His star dimmed somewhat owing to health problems and people's changing tastes. He spent the 1980s in semi-retirement in France and Germany. Finally, in the 1990s he and his family moved back to Brazil, where he continued to record and perform. Public recognition of his work came around that time in Brazil. By the end of the 1990s he converted to Evangelical faith, to which he credits overcoming his long addictions to alcohol and tobacco. Nevertheless, his health had greatly deteriorated after many years of abuse, and he fell ill in 2000.

Baden Powell died of pneumonia on the 26th of September, 2000, in Rio de Janeiro.

He is the father of pianist Philippe Baden Powell de Aquino and guitarist Louis Marcel Powell de Aquino.


 Playing style
Baden Powell decided, at age 19 to stop playing the electric guitar, preferring to concentrate on the classical guitar for the rest of his career. He did record a series of albums with a borrowed steel-string acoustic, but that is as far as he strayed from his main instrument in his adulthood.

An analysis of his repertoire reveals a wide range of interests. It spanned all the idioms of Brazilian popular music of the 20th century: Samba, Bossa Nova, Afro-bahian ritual music, Frevo, Choro, North Eastern Sertão music, even European and Japanese lullabies. Like most musicians growing up in the 1940s and 1950s, he was deeply influenced by Jazz, especially Bebop and Swing. He covered Thelonious Monk's 'Round Midnight on two recordings, and Jerome Kern's "All the Things you Are" on three occasions (including his first solo album).

This upbringing, reflects in his playing style, which shows a fusion of Jazz harmonies and classical guitar technique, with a very Brazilian right hand (i.e. the one carrying the rhythm on the guitar). On solo pieces, he could recall Tárrega or play Bach pieces with orthodox ease. When playing in a group, he was able to accompany singers with quiet mastery, or let loose and play street Samba in sloppy "party" style as if the guitar was another percussion instrument. Like Monk, he was fond of the minor second interval as a way to "bend" the tonality. However, because of his Jazz background, he would rarely physically bend the string, preferring instead to play the minor second using an adjacent open string. Students of his style should note this preference for chord voicings that feature extensions on the open strings as a way of punctuating passages. Other idioms to watch for are the endless variations in rhythm played by the right hand; always within the proper 2/4 samba meter, as well as his tendency to put his "signature" in a fast descending scale with a (slower) ascending arpeggio in the relative key. Another common device that he used in his recordings consisted of his use of vocalise and scat singing, often in unison with the melody line (especially when the melody was sung on the bass strings of the guitar).

His influences, according to his testimony, were his first teacher "Meira" (Jayme Florence, 1909-1982), Dilermando Reis (1916-1977), and Garoto (Anibal Augusto Sardinha, 1915-1955). He also commented about being influenced by the work of Les Paul (Lester William Polfus, 1915-), Django Reinhardt (1910-1953) and Jacques Loussier (1934-).

Discography
Baden Powell is featured as accompanist on a handful of big band and Samba recordings from the 1950's. He recorded his first solo album in 1959, but was released in 1961. The first and second albums show a selection of Jazz standards along with Brazilian hits of the time and some original compositions. In 1962, he rose to international attention by cutting records with flautist Herbie Mann and drummer Jimmy Pratt. By 1963, he was flying solo and fronting small ensembles in Brazil and France. The French labels Barclay and Festival released many of his recordings. In Germany, MPS/Saba released his work with producer Joachim Berendt. In Brazil, he recorded for the Elenco, Forma and the Brazilian subsidiary of Philips Records. After a relative drought of new releases in the 1980's, Baden Powell return to recording studios in Brazil for his final years. These late recordings showcase him playing mostly solo guitar, or voice and guitar in a relaxed, intimate style, with occasional flurries of his former energetic playing thrown in for good measure.



CD selecões - Novo lançamentos - Extras - Abrir 'insert' em proprio janela

Discografia, Videos & Livros

Baden Powell   
BADEN - JOÃO PERNAMBUCO E O SERTÃO (2000)  - CD
SESC - SP 199.008.497
1.  Luar do sertão (João Pernambuco - Catullo da Paixão Cearense)
2.  Brasileirinho (João Pernambuco)
3.  Sons de carrilhões (João Pernambuco)
4.  Valsa em lá (João Pernambuco)
5.  Graúna (João Pernambuco)
6.  Dengoso (João Pernambuco)
7.  Estudo nº 1 (João Pernambuco)
8.  Pó de mico (João Pernambuco)
9.  Sonho de magia (João Pernambuco)
10. Interrogando (João Pernambuco)
 
 
 


Baden Powell   
LEMBRANÇAS (2000)  - CD
Trama TESN/114-2
 
 
 

VIVENDO VINICIUS AO VIVO - BADEN POWELL, CARLOS LYRA, MIÚCHA e TOQUINHO (1999)  - CD
BMG Brasil 743216899502
DISCO 1
1.  Samba pra Vinicius (Chico Buarque - Toquinho)Interpretação: Carlos Lyra / Toquinho
2.  Tarde em Itapoã (Toquinho - Vinicius de Moraes)Interpretação: Toquinho
3.  A felicidade (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)Interpretação: Miúcha
4.  Cartão de visita (Carlos Lyra - Vinicius de Moraes)Interpretação: Carlos Lyra
5.  Introdução de Baden Powell sobre o folclore da Bahia (Baden Powell)Berimbau (Baden Powell-Vinicius de Moraes)Interpretação: Baden Powell
6.  Samba de Orly (Chico Buarque - Toquinho - Vinicius de Moraes)Interpretação: Toquinho
7.  Pela luz dos olhos teus (Vinicius de Moraes)Interpretação: Miúcha
8.  Você e eu (Carlos Lyra - Vinicius de Moraes)Interpretação: Carlos Lyra
9.  Valsa de Eurídice (Vinicius de Moraes)Interpretação: Baden Powell
10. Mais um adeus (Toquinho - Vinicius de Moraes)Interpretação: Miúcha / Toquinho
11. Minha namorada (Viníciuis de Moraes - Carlos Lyra)Interpretação: Carlos Lyra
12. Tua imagem (Canhoto da Paraíba)Interpretação: Baden Powell / Toquinho
13. O amor em paz (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)Interpretação: Miúcha
14. Formosa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)Interpretação: Baden Powell DISCO 2
1.  Cântico lamento (Baden Powell)Consolação (Baden Powell-Vinicius de Moraes)Interpretação: Baden Powell
2.  Sabe você (Carlos Lyra - Vinicius de Moraes)Interpretação: Carlos Lyra / Miúcha
3.  A casa (Vinicius de Moraes)O pato (Vinicius de Moraes-Toquinho-Paulo Soledade) A tonga da mironga do kabuletê (Vinicius de Moraes-Toquinho) Cotidiano nº 2 (Vinicius de Moraes-Toquinho)Interpretação: Toquinho
4.  Regra 3 (Viníciuis de Moraes - Toquinho)Interpretação: Toquinho
5.  Eu sei que vou te amar (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)Interpretação: Miúcha
6.  Variações bachianas de Baden Powell [Sobre tocata 147 - "Jesus alegria dos homens" J. S. Bach] (Baden Powell)Interpretação: Baden Powell
7.  Coisa mais linda (Toquinho - Vinicius de Moraes)Pau de arara (Vinicius de Moraes-Carlos Lyra)Interpretação: Carlos Lyra
8.  Aquarela (Toquinho - Vinicius de Moraes)Interpretação: Toquinho
9.  Samba em prelúdio (Baden Powell - Vinicius de Moraes)Interpretação: Baden Powell / Miúcha
10. Primavera (Carlos Lyra - Vinicius de Moraes)Interpretação: Carlos Lyra
11. Serenta do adeus (Vinicius de Moraes)Valsinha (Chico Buarque-Vinicius de Moraes)Interpretação: Toquinho
12. Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)Interpretação: Miúcha
13. Marcha da quarta-feira de cinzas (Carlos Lyra - Vinicius de Moraes)Interpretação: Carlos Lyra
14. Samba da Bênção (Baden Powell - Vinicius de Moraes)Interpretação: Baden Powell / Carlos Lyra / Miúcha / Toquinho
 
 


SUÍTE AFRO-CONSOLAÇÃO (1998)  - CD
King Records (Japão)
1.  Suíte Afro-consolação (Baden Powell)
2.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
3.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Manhã de carnaval (Antônio Maria - Luiz Bonfá)
5.  Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
6.  The shadow of your smile (Johnny Mandel)
7.  Odeon (Ernesto Nazareth)
8.  Invention (J. S. Bach)
9.  Coisa nº 1 (Moacyr Santos)
10. Interrogando (Jongo) (João Pernambuco)
11. Prelúdio das diminutas (Louis Marcel Powell - Baden Powell)
12. Adelita (Tarrega)
13. Tributo ao professor Meira (Baden Powell)
14. O cego Aderaldo (Baden Powell)
15. Samba novo (Baden Powell)
 
 


LIVE AT MONTREUX JAZZ FESTIVAL - 22 JUILLET 1995 (1996)  - CD
Fremeaux
1.  Apresentação
2.  Vento vadio (Baden Powell)
3.  Na Baixa do Sapateiro (Ary Barroso)
4.  Samba do avião (Tom Jobim)
5.  Samba novo (Baden Powell)
6.  Naquele tempo (Benedito Lacerda - Pixinguinha)
7.  Manhã de carnaval (Antônio Maria - Luiz Bonfá)
8.  Interrogando (Jongo) (João Pernambuco)
9.  Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
10. O astronauta (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
11. A lagoa de Abaeté (Dorival Caymmi)
12. Asa branca (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
13. Falsete (Geraldo Pereira)
14. Samba da minha terra (Dorival Caymmi)
 
 


Baden Powell   
BADEN POWELL À PARIS (1996)  - CD
RGE 8078 2
1.  Variações Afro-brasileiras (Suíte Berimbau) (Baden Powell)
2.  Samba do avião (Tom Jobim)
3.  Imagens Nordeste Brasil (Baden Powell)
4.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
5.  Se todos fossem iguais a você (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
6.  Prelúdio nº 1 (Baden Powell)
7.  A lenda do Abaeté (Dorival Caymmi)
8.  Asa branca (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
9.  Marcha escocesa (Baden Powell)
 DISCO 2
1.  Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
2.  Aos pés da Cruz (Marino Pinto - Zé da Zilda)
3.  Samba novo (Baden Powell)
4.  Valsa nº 1 (Baden Powell)
5.  Tributo ao amigo Pedro Santos (Baden Powell)
6.  Oriental (Baden Powell)
7.  Samba da minha terra (Dorival Caymmi)
8.  Samba capoeira - Part. 1 (Baden Powell)
9.  Samba capoeira - Part. 2 (Baden Powell)
10. Coisa nº 1 (Moacyr Santos)

 
 
 


Baden Powell   
BADEN POWELL & FILHOS AO VIVO (1995)  - CD
CID CD 00156/4
1.  Apresentação de Philippe Bade Powell
2.  Invenção a duas vozes (J. S. Bach)
3.  Apresentação de Louis Marcel Powell
4.  Prelúdio das diminutas (Louis Marcel Powell - Baden Powell)
5.  Variações sobre "Asa branca" (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
6.  Retratos brasileiros (Pot-pourri): A jangada voltou só (Dorival Caymmi) Atirei o pau no gato (Folclore) Terezinha de Jesus (Folclore) Carneirinho, carneirão (Folclore) Hino do Clube de Regatas Flamengo (Lamartine Babo) Carinhoso (Pixinguinha-João de Barro)
7.  Magoado (Dilermando Reis)
8.  Gente humilde (Chico Buarque - Garoto - Vinicius de Moraes)
9.  Samba novo (Baden Powell)
10. Vento vadio (Baden Powell)
11. Naquele tempo (Benedito Lacerda - Pixinguinha)
12. Prelúdio para a mão esquerda (Louis Marcel Powell - Baden Powell)
13. Atravessado (Louis Marcel Powell - Baden Powell)
14. Tributo ao blues (Philippe Baden Powell - Baden Powell)
 
 
 


DE RIO À PARIS - DÉCEMBRE 94 (1994)  - CD
1.  Mesa redonda (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
2.  Samba novo (Baden Powell)
3.  Pra que chorar (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Tributo ao professor Meira (Baden Powell)
5.  Ouverture afro-brasileiras nº 2 (Baden Powell)
6.  Quaquaraquaqua (Vou deitar e rolar) (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
7.  Sermão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
8.  Asa delta (Philippe Baden Powell - Baden Powell)
9.  Sentimentos brasileiros (Baden Powell)
10. El dia que me queiras (À Mercedes Sosa) (Baden Powell)
11. Um carioca portenho (Baden Powell)
 
 


Baden Powell   
LIVE IN SWITZERLAND (1992)  - CD
Phonogram (Suiça) P 81076
1.  Vento vadio (Baden Powell)
2.  O astronauta (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Valsa de Eurídice (Vinicius de Moraes)
4.  Petite valse (Baden Powell)
5.  Adelita (Tarrega)
6.  Jeux interdits (Folclore espanhol)
7.  Astúrias (Albeniz)
8.  Chora violão (Baden Powell)
9.  Naquele tempo (Benedito Lacerda - Pixinguinha)
10. Retrato brasileiro (Baden Powell)A jangada voltou só (Dorival Caymmi) Cantiga de roda (Folclore) Hino do Flamengo (Lamartine Babo) Hino Nacional Brasileiro (Francisco Braga-Osório Duque Estrada) Carinhoso (Pixinguinha-João de Barro)
11. Jongo (João Pernambuco)
12. Falseta (Bolinha de papel) (Geraldo Pereira)
13. Coisa nº 1 (Moacyr Santos)
 
 
 


THE FRANKFURT OPERA CONCERT 1975 (1992)  - CD
Tropical Music (Canadá)
1.  Valsa de Eurídice (Vinicius de Moraes)
2.  Prelúdio (Baden Powell)
3.  Asa branca (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
4.  A lenda do Abaeté (Dorival Caymmi)
5.  Se todos fossem iguais a você (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
6.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
7.  Petite valse (Baden Powell)
8.  Imagens (Baden Powell)
9.  Pescador (Baden Powell)
10. Valse nº 1 (Baden Powell)
11. Berceuse (Baden Powell)
12. Variações sobre "Canto de Ossanha" (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
13. Coisas nº 1 (Moacyr Santos)
14. Marcha escocesa (Baden Powell)
 
 


LIVE AT THE RIO JAZZ CLUB (1990)  - CD/Vini
Caju Music 847 111
1.  Introdução: Valsa de Eurídice (Vinicius de Moraes)
2.  Samba do avião (Tom Jobim)
3.  Tributo a Dorival Caymmi: Rosas de abril (Dorival Caymmi) Dora (Dorival Caymmi)
4.  Jongo (João Pernambuco)
5.  Formosa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Variações sobre "Asa branca" (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
7.  Naquele tempo (Benedito Lacerda - Pixinguinha)
8.  Rosa (Pixinguinha)
9.  Gente humilde (Chico Buarque - Garoto - Vinicius de Moraes)
10. Samba em prelúdio (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
11. Choro em menor (Baden Powell)
12. Gracioso (Garoto)
13. Violão vadio (Baden Powell - Paulo César Pinheiro) l
 
 


AFRO-SAMBAS (1990)  - CD
 JSL
1.  Abertura (Baden Powell)
2.  Canto de Ossanha (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Labareda (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Tristeza e solidão (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
5.  Canto do Caboclo Pedra Preta (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Canto de Xangô (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  Bocoché (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
8.  Canto de Iemanjá (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
9.  Variações sobre "Berimbau" (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
10. Samba do Veloso (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
11. Lamento de Exu (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 


Baden Powell   
VIOLÃO EM SERESTA (1989)  - CD/Vinil
Idéia Livre S/nº
1.  Rosa (Pixinguinha)
2.  Serenata do adeus (Vinicius de Moraes)
3.  Valsa sem nome (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Primeiro amor (Pattápio Silva)
5.  Velho amigo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  O que tinha de ser (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
7.  Chão de (Silvio Caldas - Orestes Barbosa)
8.  Canção do amor ausente (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
9.  Revendo o passado (Freire Jr.)
10. Valsa de Eurídice (Vinicius de Moraes)
 
 
 

FELICIDADE (1983)  - CD/Vinil
1.  Na Baixa do Sapateiro (Ary Barroso)
2.  A felicidade (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
3.  Cântico nordestino (Baden Powell)
4.  Variações brasileiras (Baden Powell - Luiz Gonzaga)
5.  Variação (Baden Powell)
6.  Samba do avião (Tom Jobim)
7.  Valsinha (Chico Buarque - Vinicius de Moraes)
8.  Alodê (Baden Powell)
9.  Só danço samba (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
10. Cai dentro (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
 
 


DE BADEN PARA VINICIUS (1981)  - Vinil
Atlantic/WEA BR 30.153
1.  Velho amigo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Bom dia, amigo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Samba em prelúdio (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Feitinha pro poeta (Lula Freire - Baden Powell)
5.  Se todos fossem iguais a você (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
6.  Tempo feliz (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  O poeta e a lua (Vinicius de Moraes)
8.  Serenata do adeus (Vinicius de Moraes)
9.  Apelo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
10. Além do amor (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
11. Deixa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
12. Formosa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
13. Samba da benção (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 


NOSSO BADEN (1980)  - Vinil
Atlantic/WEA BR 30.140
1.  Mesa redonda (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
2.  Jongo (João Pernambuco)
3.  Até eu (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
4.  Cai dentro (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
5.  Odeon (Ernesto Nazareth)
6.  Queixa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  Abismo de rosas (Canhoto)
8.  Ingênuo (Baden Powell - Pixinguinha)
9.  Canção das flores (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
 
 


BADEN POWELL (1979)  - Vinil
Atlantic/WEA BR 20.050/1
1.  Canto de Ossanha (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Samba novo (Baden Powell)
3.  Refém da solidão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
4.  Petit valsa (Baden Powell)
5.  Tempo feliz (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Se todos fossem iguais a você (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
7.  Asa branca (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
8.  Eurídice (Vinicius de Moraes) DISCO 2
1.  Samba da benção (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  A lenda do Abaeté (Dorival Caymmi)
3.  Valsa número um (Baden Powell)
4.  Tributo a Juazeiro (Baden Powell)
5.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 


BADEN POWELL CANTA VINICIUS DE MORAES E PAULO CÉSAR PINHEIRO (1977)  - Vinil
Festival
1.  Labareda (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Linda baiana (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Cavalo marinho (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Samba da bênção (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
5.  É de lei (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
6.  Cancioneiro (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
7.  Figa de Guiné (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
8.  Falei e disse (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
9.  Besouro Mangangá (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
 
 


MARIA D'APPARECIDA ET BADEN POWELL (1977)  - CD/Vinil
ADDA (França)
1.  Deixa (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
2.  A volta (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
3.  Carta ao poeta (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
4.  Quaquaraquaqua (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
5.  Violão vadio (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
6.  Amanhecer (Silvia Powell - Baden Powell)
7.  Refém da solidão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
8.  Sermão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
9.  Samba do perdão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
10. As verdades (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
 
 
 


MÉLANCOLIE: BADEN POWELL ET CORDES (1976)  - CD/Vinil
Festival (França)
 
 


TRISTEZA ON GUITAR (1976)  - Vinil
Festival (França)
1.  Tristeza (Haroldo Lobo - Niltinho)
2.  A primeira vez (Marçal - Bide)
3.  Canto de Ossanha (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Samba da minha terra (Dorival Caymmi)
5.  Só danço samba (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
6.  Cidade vazia (Lula Freire - Baden Powell)
7.  Bahia
8.  Imagem (Baden Powell)
 
 


Baden Powell   
LA GRANDE REUNION - BADEN POWELL E STEPHANE GRAPPELLI (1974)  - CD/Vinil
Festival (França)/Imagem 3001
1.  Eu vim da Bahia (Gilberto Gil)
2.  Meditação (Newton Mendonça - Tom Jobim)
3.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Desafinado (Newton Mendonça - Tom Jobim)
5.  Samba de uma nota só (Newton Mendonça - Tom Jobim)
6.  Isaura (Roberto Roberti - Herivelto Martins)
7.  Amor em paz (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
8.  Brasil (Ary Barroso)
 
 
 


LA GRANDE REUNION - BADEN POWELL E STEPHANE GRAPPELLI - VOL. 2 (1974)  - CD/Vinil
Festival
1.  Michelle (McCartney - Lennon)
2.  Yesterday (McCartney - Lennon)
3.  Summer 42
4.  Fumette
5.  You are the sunshine of my life
6.  O pato (Neuza Teixeira - Jaime Silva)
7.  Recado
 
 


APAIXONADO (1973)  - CD/Vinil
MPS-Basf (Alemanha)
1.  Casa velha (Baden Powell)
2.  Alcântara (Baden Powell)
3.  Igarapé (Baden Powell)
4.  Estórias de Alcântara (Baden Powell)
5.  Waltzing (Baden Powell)
6.  Lembranças (Baden Powell)
7.  Abstrato (Baden Powell)
8.  As flores (Baden Powell)
9.  Balantofe (Baden Powell)
10. Brisa do mar (Baden Powell)
 
 


BADEN POWELL GRAVADO AO VIVO EM PARIS (1973)  - Vinil
Barclay/RCA 104.8008
1.  Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
2.  Folha morta (Ary Barroso)
3.  Jesus alegria dos homens (J.S.Bach)
4.  Marcha escocesa
5.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Tristeza (Haroldo Lobo - L. Niltinho)
7.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
8.  Tristesse - Studo nº 3, Opus 10 (Chopin)
9.  Consolação (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 


É DE LEI (1972)  - Vinil
Phonogram 6349 036
1.  Até eu (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
2.  Petite waltz (Baden Powell)
3.  Violão vagabundo (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
4.  Conversa comigo mesmo (Baden Powell)
5.  Blues à volonté (Janine de Waleyne - Baden Powell)
6.  Sentimentos, se você pergunta nunca vai saber (Baden Powell)
7.  É de lei (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
8.  Canto (Baden Powell)
 
 


GRANDEZZA ON GUITAR (1972)  - CD/Vinil
CBS (Alemanha)
1.  Apelo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Tributo ao Julio (Baden Powell)
3.  Samba de lamento (Baden Powell)
4.  Labareda (Baden Powell)
5.  It was a wonderful year (Drake)
6.  Improvisation before breakfast (Baden Powell)
 
 


SAMBA TRISTE (1972)  - CD/Vinil
Festival (França)
1.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
2.  Do jeito que a gente quer (Ed Lincoln)
3.  Valsa nº 1 (Baden Powell)
4.  Babel (Baden Powell)
5.  Samba de deixa (Baden Powell)
6.  Chico Ferreira e Bento (Dorival Caymmi)
7.  Casa velha (Baden Powell)
8.  Tempo feliz (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 


FACE AU PUBLIC: OLYMPIA 1972 (1972)  - CD/Vinil
King Records (Japão)
1.  Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
2.  A lenda do Abaeté (Dorival Caymmi)
3.  Jésus que ma joie demeure (J. S. Bach)
4.  Marche écossaise (Tradicional)
5.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Tristeza (Haroldo Lobo - Niltinho)
7.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
8.  Chanson de l'Adieu (Chopin)
9.  Consolação (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 


ESTUDOS (1971)  - CD/Vinil
Elenco/Phonogram SE 1007
1.  Encosta para vê se dá (Baden Powell)
2.  Pra valer (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
3.  Pai (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
4.  Serenata do adeus (Vinicius de Moraes)
5.  Tapilraiauara (Baden Powell)
6.  Valsa sem nome (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  É isso aí (Baden Powell)
8.  Chão de (Silvio Caldas - Orestes Barbosa)
9.  Crepúsculo (Baden Powell)
10. Tema triste (Baden Powell)
11. Baixo de pau (Um abraço, Ernesto) (Baden Powell)
12. Último porto (Baden Powell)
 
 


L'ÂME DE BADEN POWELL (1971)  - CD/Vinil
Festival (França)/Imagem 5047
 
 


Baden Powell   
SOLITUDE ON GUITAR (1971)  - CD/Vinil
CBS 137817
1.  Introdução ao Poema dos Olhos da Amada (Baden Powell - Vinicius de Moraes - Paulo Soledade)
2.  Chará (Baden Powell)
3.  Se todos fossem iguais a você (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
4.  Márcia, eu te amo (Baden Powell)
5.  Na gafieira do Vidigal (Baden Powell)
6.  Kommt ein Vogel geflogen (Tradicional)
7.  Fim da linha (Baden Powell)
8.  The shadow of you smile (Johnny Mandel)
9.  Brasiliana (Baden Powell)
10. Bassamba (Eberhard Weber)
11. Por causa de você (Dolores Duran - Tom Jobim)
12. Solitário (Baden Powell)
 
 
 


L'ART DE BADEN POWELL (1971)  - CD/Vinil
Festival (França)
1.  Discussão (Tom Jobim)
2.  Tristeza e solidão (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Consolação (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Apelo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
5.  Pra dizer adeus (Edu Lobo - Torquato Neto)
6.  Upa neguinho (Gianfrancesco Guarnieri - Edu Lobo)
7.  Último porto (Baden Powell)
8.  Só danço samba (Tom Jobim)
 
 


LE GÉNIE DE BADEN POWELL (1971)  - CD/Vinil
Festival (França)/Imagem 5060
1.  Amélia (Ataulfo Alves - Mário Lago)
2.  O mar (Dorival Caymmi)
3.  Vem chegando a madrugada (Zuzuca - Noel Rosa de Oliveira)
4.  Meditação (Newton Mendonça - Tom Jobim)
5.  Eu sei que vou te amar (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
6.  Corcovado (Tom Jobim)
7.  Saudades de Márcia (Baden Powell)
8.  Abração em Madrid (Baden Powell)
 
 


LE COEUR DE BADEN POWELL (1971)  - CD/Vinil
Festival (França)
1.  Xangô (Baden Powell)
2.  Simplesmente (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Samba do pintinho (Baden Powell)
4.  Asa branca (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
5.  Chão de (Silvio Caldas - Orestes Barbosa)
6.  Braziliense (Baden Powell)
7.  À la Claire Fontaine (Tradicional)
8.  Roun about midnight (B.Hanighen - T.Monk - C.Williams)
9.  Aos pés da Cruz (Marino Pinto - Zé da Zilda)
10. Lotus (Baden Powell)
 
 


BADEN POWELL: CARINHOSO (1971)  - Vinil
Barclay (França)
1.  Carinhoso (Pixinguinha - João de Barro)
2.  Violão vadio (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
3.  Bom de dedo (Garoto)
4.  Naquele tempo (Benedito Lacerda - Pixinguinha)
5.  Gente humilde (Chico Buarque - Garoto - Vinicius de Moraes)
6.  Rosa (Pixinguinha)
7.  Pausa para meditação (Garoto)
8.  Márcia meu amor (Baden Powell)
9.  Filho de furinha (Garoto)
10. Um a zero (Benedito Lacerda - Pixinguinha)
 
 


CANTO ON GUITAR (1970)  - CD/Vinil
MPS-Basf (Alemanha)
1.  Samba em prelúdio (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Três temas da fé afro-brasileira: Pai-Filho-Espírito (Baden Powell)
3.  Marcha escocesa (Baden Powell)
4.  Tributo a um amigo (Baden Powell)
5.  Quaquaraquaqua (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
6.  Cegos do nordeste (Baden Powell)
 
 


LOTUS (1970)  - CD/Vinil
Festival/Musidisc
1.  Pai (Baden Powell)
2.  Tristeza (Haroldo Lobo - Niltinho)
3.  Round about midnight (B.Hanighen - T.Monk - C.Williams)
4.  Nega do cabelo duro (Rubens Soares - David Nasser)
5.  Aos pés da Santa Cruz (Marino Pinto - Zé da Zilda)
6.  Lotus (Baden Powell)
 
 


BADEN POWELL QUARTET VOL. 1 (1970)  - Vinil
Barclay (França)
1.  Pra que chorar (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Refém da solidão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
3.  Do jeito que a gente quer (Ed Lincoln)
4.  Rapaz de bem (Johnny Alf)
5.  Atirei o pau no gato (Folclore)
6.  Dora (Dorival Caymmi)
7.  Batuque (Folclore)
 
 


BADEN POWELL QUARTET VOL. 2 (1970)  - Vinil
Barclay (França) LPEB-80429
1.  Samba do perdão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
2.  Cidade vazia (Lula Freire - Baden Powell)
3.  Canção do filho (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
4.  Pai (Baden Powell)
5.  Ingênuo (Pixinguinha)
6.  Quaquaraquaqua (Vou deitar e rolar) (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
 
 


BADEN POWELL QUARTET VOL. 3 (1970)  - Vinil
Barclay (França)
1.  Coisa nº 1 (Moacyr Santos)
2.  Terra de Katmandou (Baden Powell)
3.  A primeira vez (Marçal - Bide)
4.  Ferro de passar (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
5.  Falei e disse (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
6.  Lua aberta (P. Frederico - João de Aquino)
 
 
 


LE MONDE MUSICAL DE BADEN POWELL - VOL. 2 (1969)  - Vinil
Barclay (França)
1.  Lapinha (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
2.  Nocturne nº 13, Opus 48, nº 1 (Chopin)
3.  Lamento (Pixinguinha)
4.  A volta (Baden Powell)
5.  Ao meu amigo Pedro Santos (Baden Powell)
6.  Formosa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  Ária (J. S. Bach)
8.  Iemanjá (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
9.  Três histórias (Baden Powell)
10. Largo (Handel)
11. Marítima (Baden Powell)
 
 


27 HORAS DE ESTÚDIO (1969)  - Vinil
Elenco ME-57
1.  Lótus (Baden Powell)
2.  Iemanjá (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  All the things you are (O.Hammerstein II - J.Kern)
4.  Um abraço no Codó (Baden Powell)
5.  Violão (Baden Powell)
6.  O cego Aderaldo [Nordeste] (Baden Powell)
7.  A lenda do Abaeté (Dorival Caymmi)
8.  Alô, Ernesto (Baden Powell)
9.  Viagem (Paulo César Pinheiro - João de Aquino)
10. Double (J.S.Bach)
 
 


POEMA ON GUITAR (1968)  - CD/Vinil
Saba
1.  Feitinha pro poeta (Lula Freire - Baden Powell)
2.  Dindi (Tom Jobim - Aloysio de Oliveira)
3.  Consolação (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Tristeza e solidão (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
5.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
6.  Valsa de Eurídice (Vinicius de Moraes)
7.  All the things you are (J.Kerr - O.Jammerstein II)
8.  Reza (Ruy Guerra - Edu Lobo)
 
 


SHOW / RECITAL - BADEN POWELL - MÁRCIA - OS ORIGINAIS DO SAMBA (1968)  - Vinil
Philips R 765.052 L
 
 


AO VIVO NO TEATRO SANTA ROSA (1966)  - CD/Vinil
Elenco ME 30
1.  Abertura (Berimbau) - Chôro para metrônomo (Baden Powell)
2.  Astronauta (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Valsa de Euridice (Vinicius de Moraes)
4.  Prelúdio em ré menor (J. S. Bach)
5.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Consolação (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  Lamento (Vinicius de Moraes - Pixinguinha)
8.  Samba de uma nota só (Newton Mendonça - Tom Jobim)
9.  Tempo feli (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 
                                                                         
BADEN (1966)  - CD/Vinil
Elenco ME-48
1.  Canto de Ossanha (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Tristeza (Haroldo Lobo - Niltinho)
3.  Manhã de carnaval (Antônio Maria - Luiz Bonfá)
4.  Round about midnight (Hanighen - T.Monk - C.Williams)
5.  Invenção em 7 ½ (Baden Powell)
6.  Canto de Xangô (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  Percussão e batuque (Baden Powell)
8.  Lamento (Vinicius de Moraes - Pixinguinha)
9.  Saravá (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
10. Das rosas (Dorival Caymmi)
 
 


Baden Powell   
TEMPO FELIZ (1966)  - CD/Vinil
 
 
 

OS AFRO-SAMBAS DE BADEN E VINICIUS (1966)  - Vinil
Forma/Philips FE-1016
1.  Canto de Ossanha (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Canto de Xangô (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Bocochê (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Canto de Iemanjá (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
5.  Tempo de amor (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Canto do caboclo Pedra Preta (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  Tristeza e solidão (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
8.  Lamento de Exu (Baden Powell - Vinicius de Moraes)

 
 


BILLY NENCIOLI ET BADEN POWELL (1965)  - Vinil
Barclay (França)
1.  Si rien ne va (Billy Nencioli - Baden Powell)
2.  Cet hiver à courchevel (Billy Nencioli - Baden Powell)
3.  Quel métier (Billy Nencioli - Baden Powell)
4.  On peut me dire du mal de toi (Billy Nencioli - Baden Powell)
5.  Mais ne rigole pas (Billy Nencioli - Baden Powell)
6.  Pour toi Marie (Billy Nencioli - Baden Powell)
7.  Un vieux refrain (Billy Nencioli - Baden Powell)
8.  Jean Marie Juana (Billy Nencioli - Baden Powell)
9.  Tiens bonjour (Billy Nencioli - Baden Powell)
10. La dernière fois Souviens-toi mon frèere (Billy Nencioli - Baden Powell)
11. Mon ami pierrot (Billy Nencioli - Baden Powell)
 
 


Baden Powell   
LE MONDE MUSICAL DE BADEN POWELL - VOL. 1 (1964)  - CD/Vinil
Barclay (França)
1.  Deve ser amor (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Choro para metronome (Baden Powell)
3.  Adágio (Giazotto - Albinoni)
4.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
5.  Samba em prelúdio (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Chanson d'Hiver (Baden Powell)
7.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
8.  Berceuse a Jussara (Baden Powell)
9.  Prelude (J.S.Bach)
10. Euridice (Vinicius de Moraes)
11. Bachiana (Villa-Lobos)
12. Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
 
 
 


Baden Powell   
BADEN POWELL SWINGS WITH JIMMY PRATT (1963)  - CD/Vinil
Elenco ME-4
1.  Deve ser amor (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Coisa nº 1 (Moacyr Santos)
3.  Rosa flor (Baden Powell - Geraldo Vandré)
4.  Tema nº 1 (Baden Powell)
5.  Encontro com a saudade (Nilo Queiroz - Billy Blanco)
6.  Manequim 46 (Monteiro de Souza - Alberto Paz)
7.  Samba de uma nota só (Newton Mendonça - Tom Jobim)
8.  Coisa nº 2 (Moacyr Santos)
9.  Não é bem assim (Baden Powell)
10. Canção do amor sem fim (Alaide Costa - Geraldo Vandré)
 
 
 


Baden Powell   
BADEN POWELL À VONTADE (1963)  - CD/Vinil
Elenco ME-11
1.  Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
2.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  O astronauta (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Consolação (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
5.  Sorongaio (Pedro dos Santos)
6.  Samba do avião (Tom Jobim)
7.  Saudade da Bahia (Dorival Caymmi)
8.  Candomblé (Baden Powell)
9.  Conversa de poeta (Moacyr Santos - Nilo Queiroz - Vinicius de Moraes)
10. Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
 
 
 


UM VIOLÃO NA MADRUGADA (1961)  - Vinil
Philips
1.  Do jeito que a gente quer (Ed Lincoln)
2.  Minha palhoça (J. Cascata)
3.  Fluido de saudade (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
4.  Luz negra (Irahy Barros - Nelson Cavaquinho)
5.  Insônia (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Improviso em bossa nova (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
7.  Lição de baião (Jadir de Castro - D. Marechal)
8.  Dona Baratinha (A. Rêgo - N. Ramalho)
9.  Prelúdio ao coração (Baden Powell)
10. Luar de agosto (Nilo Queiroz - Baden Powell)
11. Dum... dum... dum... dum... (Luiz Bittencourt - Baden Powell)
12. Linda (Pixinguinha)
 
 


APRESENTANDO BADEN POWELL E SEU VIOLÃO (1959)  - Vinil
Philips
1.  Stella by starlight
2.  Amor sincopado (Marino Pinto - Chico Feitosa)
3.  Estrellita (Manuel Ponce)
4.  Na Baixa do Sapateiro (Ary Barroso)
5.  Lover
6.  Maria
7.  My funny valentine (L.Hart - R.Rodgers)
8.  Love letters
9.  Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
10. Aquellos ojos verdes (N.Menendez)
11. Carinhoso (Pixinguinha)
12. All the things you are
 
 


Baden Powell   
A MÚSICA BRASILEIRA DESTE SÉCULO POR SEUS AUTORES E INTÉRPRETES - BADEN POWELL (2000)  - CD
SESC - SP JCB-0709-021
 
 
 


BERLIN FESTIVAL GUITAR WORKSHOP (1967)  - Vinil
Copacabana MDLP 12365
1.  Lazy River (Hoagy Carmichael)
2.  Elmer's boogie (Elmer Snowden)
3.  First time I met the blues (Buddy Guy)
4.  Drinking Muddy Water (Jimmy Witherspoon)
5.  On a clear day (Barney Kessel)
6.  Manhã de carnaval (Antônio Maria - Luiz Bonfá)Samba from Orfeo Negro (Luiz Bonfá)
7.  Careful (Jim Hall)
8.  You stepped out of a dream (Kahn - Brown)
9.  Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
10. Samba triste (Baden Powell - Billy Blanco)
11. Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 


 Coletâneas
Baden Powell   
O MELHOR DA MÚSICA DE BADEN POWELL (1998)  - CD
WEA 398422481-2
1.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Canto de Ossanha (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Refém da solidão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
4.  Apelo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
5.  Queixa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
6.  Se todos fossem iguais a você (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
7.  Formosa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
8.  Velho amigo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)Bom dia, amigo (Baden Powell-Vinicius de Moraes) Samba em prelúdio (Baden Powell-Vinicius de Moraes)
9.  Ingênuo (Baden Powell - Pixinguinha)
10. Odeon (Ernesto Nazareth)
11. Abismo de rosas (Canhoto)
12. Feitinha pro poeta (Lula Freire - Baden Powell)
13. Tempo feliz (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
14. Samba da benção (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
 
 
 


Baden Powell   
GRANDES MESTRES DA MPB - BADEN POWELL (1997)  - CD
WEA 063018097-2
1.  Berimbau (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Canto de Ossanha (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Se todos fossem iguais a você (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
4.  Refém da solidão (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
5.  Odeon (Ernesto Nazareth)
6.  A lenda do Abaetê (Dorival Caymmi)
7.  Asa branca (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
8.  Eurídice (Vinicius de Moraes)
9.  Formosa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
10. Velho amigo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)Bom dia, amigo (Baden Powell-Vinicius de Moraes) Samba em prelúdio (Baden Powell-Vinicius de Moraes)
11. O poeta e a lua (Vinicius de Moraes)Serenata do adeus (Vinicius de Moraes)
12. Samba da benção (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
13. Ingênuo (Baden Powell - Pixinguinha)
14. Feitinha pro poeta (Lula Freire - Baden Powell)
 
 
 


Baden Powell   
GRANDES MESTRES DA MPB - VOL. 2 - BADEN POWELL (1997)  - CD
WEA 063018098-2
 
 
 


MESTRES DA MPB - VOL. 2 - BADEN POWELL (1995)  - CD
WEA
1.  Tempo feliz (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
2.  Apelo (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
3.  Feitinha pro poeta (Baden Powell)
4.  Abismo de rosas (Américo Jacomino "Canhoto")
5.  Ingênuo (Pixinguinha)
6.  Interrogando (Jongo) (João Pernambuco)
7.  Queixa (Baden Powell - Vinicius de Moraes)
8.  Cai dentro (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
9.  Petit valse (Baden Powell)
10. Além do amor (Baden Powell - Vinicius de Moraes)Deixa (Baden Powell-Vinicius de Moraes)
11. Samba (Baden Powell)
12. Mesa redonda (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
13. Tributo a Juazeiro (Baden Powell)
14. Valsa nº 1 (Baden Powell)
15. Até eu (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
16. Canção das flores (Baden Powell - Paulo César Pinheiro)
 
 


Baden Powell   
MESTRES DA MPB - BADEN POWELL (1994)  - CD
WEA M995353-2
 
 
 


Baden Powell   
PERSONALIDADE (1990)  - CD
Polygram 842 289-2
 
 
 


 Participações em discos
VIVENDO VINICIUS AO VIVO - BADEN POWELL, CARLOS LYRA, MIÚCHA e TOQUINHO (Baden Powell / Carlos Lyra / Miúcha / Toquinho)
ELIS REGINA NO FINO DA BOSSA - AO VIVO (Elis Regina)
NO TOM DA MANGUEIRA (Tom Jobim / Velha Guarda da Mangueira)
SONGBOOK VINICIUS DE MORAES (Vinicius de Moraes)
VINICIUS DE MORAES (Vinicius de Moraes)
DISCOMUNAL (Tom Jobim)
GAROTA DE IPANEMA - Trilha Sonora do Filme (Tom Jobim)
VINICIUS: POESIA E CANÇÃO VOL. II (Vinicius de Moraes)
VINICIUS: POESIA E CANÇÃO VOL. I (Vinicius de Moraes)
HORA DE LUTAR (Geraldo Vandré)

Música


Volta a Artistas

 ------  Copyright © 1998-2018 MusicaPopular.org -----  contato webmaster

videos letras discografia biografia article musica mp3 galeria imagens pictures